Gibicon

Terminou mais uma Gibicon. Parabéns aos organizadores, foi ótimo passar alguns dias imerso em um universo tão intenso de paixão por fazer e ler quadrinhos. Com certeza levo boas lembranças para casa. Mas sem sombra de dúvidas uma delas teve um significado especial.

No começo de 2013 recebi email de um leitor que contava a seguinte história. Trabalhava em uma empresa fazia três anos mas não se sentia satisfeito. Não gostava do que fazia mas aceitava a situação pela segurança do salário no fim do mês, via a vida passar no automático do dia a dia, dia após dia… Essa condição era algo que o deixava bastante incomodado.
Eis que, no meio de sua mensagem, ele relata que depois de ler uma das tiras “(SIC)” se encheu de coragem e pediu demissão do emprego. Resolveu se arriscar tendo como única certeza a condição de ser dono do seu destino. Sair da zona de conforto. Agradeci por compartilhar essa experiência, desejei boa sorte mas nunca mais tive contato.

Pois bem, estava eu lá no stand do “Tátudonakombi” quando um rapaz chegou de forma bem discreta. Folheava o material, rodeava… Mas não dizia nada. Até que perguntaram se ele conhecia o trabalho dos autores e ele respondeu de forma bem incisiva “conheço ELE” me apontando o dedo. Foi quando ele pegou o “(SIC)” na mão e disse que estava procurando uma tira em especial mas não achava. Perguntei qual era. Ele ameaçou tentar explicar com palavras mas logo desistiu, daí arregaçou a manga da camisa e mostrou ela TATUADA EM SEU BRAÇO. Foi quando descobri que ele era o autor daquele email cheio de coragem e determinação que recebi um ano e meio atrás. Puts, sensacional. Muito bacana saber que nosso trabalho teve participação tão significativa na vida de uma pessoa e, melhor ainda, saber que essa está bem e que a decisão teve um aspecto positivo em sua vida.
Valeu, Ricardo.